Facebook Twitter
Área Restrita, acesse aqui.        SIS Controladorasacesse aqui.        Fone: (13) 3854-2389

Sobre Pagras: Baratas:

Inseto de coloração, marrom ou preto, que se alimenta de matéria vegetal em decomposição. As baratas estão na ordem das Dictyoptera, que inclui cerca de 4.000 espécies.

As adultas têm a forma achatada e as asas da frente (caso existam) são grossas e escorregadias. Produzem os ovos numa casca dura chamada ooteca, que a fêmea geralmente carrega com ela até que as ninfas estejam prontas para serem chocadaas. As baratas originam-se principalmente nos trópicos, mas há algumas poucas espécies em climas temperados.

As mais conhecidas são as baratas, Blattella germanica (paulistinha, francesinha ou barata de cozinha) e Periplaneta americana (barata cascuda, barata de esgoto ou barata voadora), que com a falta de controle, podem se transformar em verdadeiras pragas domésticas e transmitir uma série de doenças como: Hanseníase, Cólera, Amebíase, Diarréias, infecções, etc.

Transmissão

Por serem animais de hábitos “imundos” as baratas circulam por lugares como: esgotos, lixos domiciliares e hospitalares, entre outros, aderindo ao seu corpo e trato digestivo bactérias, vírus e outros microrganismos responsáveis por uma série de enfermidades. Assim como esses microrganismos ficam aderidos em seu corpo, também são deixados em todos os locais por onde passam, como: alimentos, utensílios de modo geral, facilitando assim a contaminação do homem. A transmissão é feita através das mãos ou objetos contaminados.

Doenças

Conjuntivite virótica: Inflamação da conjuntiva, que é um tecido que reveste as pálpebras por dentro e a parte branca dos olhos por vírus, muitas vezes “transportados” no corpo das baratas. Se afetarem a parte central da córnea e não for efetuado tratamento adequado, o paciente pode Ter a visão seriamente comprometida levando a cegueira.

Cólera: Cólera é uma infecção aguda, transmissível, causada por uma bactéria chamada vibrião colérico, encontrada nas fezes. A Cólera provoca diarréia forte, líquida e que começa de repente. A pessoa fica desidratada. Geralmente não há febre, mas pode ocorrer vômitos e câimbras musculares.

Amebíase: Amebíase é a infecção provocada em seres humanos por um parasito histolítico ou destruidor de tecidos, conhecido cientificamente como Entamoeba histolytica. Esta ameba vive e se reproduz habitualmente no intestino grosso, e nem sempre provoca doença. Na maioria dos casos, entre o parasito e o seu hospedeiro ou portador reina uma coexistência pacífica. Ocasionalmente, contudo, a ameba penetra mais profundamente no corpo, destruindo tecidos e causando amebíase. Conhecem-se apenas alguns dos fatores que, de inofensivo parasito, transformam a ameba em agressivo agente patogênico. É importante saber que nem todos os infectados por E. histolytica sofrem de amebíase, embora possam ajudar a espalhar a infecção entre outras pessoas.